Como Evitar Erros Comuns De Blogueiros Novatos

03 Jul 2018 10:30
Tags

Back to list of posts

eeeeeeeeeeeeeeee-0.jpg

<h1>6 Dicas Pra Ampliar Tuas Visualiza&ccedil;&otilde;es De P&aacute;gina</h1>

<p>Disseram que voltei europeizada. A todo o momento que algu&eacute;m pergunta como &eacute; residir em Madri, acabo recorrendo a alguma variante da resposta “sou s&oacute; uma brasileira nesse lugar e n&atilde;o ‘a brasileira aqui’”, em raz&atilde;o de a pergunta pode ter um bilh&atilde;o de respostas. Hoje, meu dia come&ccedil;ou com uma cobran&ccedil;a estranha de voltar ao meu povo de origem.</p>

<p>Ao escutar que sou brasileira e progressista, um guri espanhol quis saber por que n&atilde;o volto ao meu “po&ccedil;o terceiromundista” pra batalhar por melhores condi&ccedil;&otilde;es de exist&ecirc;ncia por l&aacute;. Na vis&atilde;o dele, publicar sobre o Brasil morando “no conforto da Europa” &eacute; hip&oacute;crita e covarde. E ele falou desse jeito mesmo, como se existisse sempre muito conforto na forma de imigrante.</p>

<p>Da&iacute;, entendi que era hora de meditar justo sobre a resposta que me cabe na charada “como &eacute; ser brasileiro na Europa? Por ser territorial tamb&eacute;m, passei tempo excessivo me sentindo uma cidad&atilde; de segunda categoria fora dos limites geogr&aacute;ficos brasileiros. Aconte&ccedil;a o que ocorrer, no Brasil, existe um papel comentando que tenho direitos parelhos aos de qualquer compatriota. Na Espanha, n&atilde;o. A gente sabe disso no momento em que decide se alterar, contudo n&atilde;o prev&ecirc; que poder&aacute; ser constrangedor preencher certos espa&ccedil;os inexplorados. Na Espanha, apesar de desconfiar que uma galera nasceu com grande-falantes embutidos pela traqu&eacute;ia, me controlo pra n&atilde;o parecer escandalosa.</p>

<p>N&atilde;o desejo incomodar. Tento conter o ritmo natural da minha fala para que o sotaque n&atilde;o ofusque minha per&iacute;cia com a gram&aacute;tica castelhana. N&atilde;o sou daqui. N&atilde;o aspiro que as intera&ccedil;&otilde;es comigo sejam dif&iacute;ceis ou inc&ocirc;modas, ningu&eacute;m quer. Odeio piment&atilde;o, no entanto n&atilde;o vim a Madrid esclarecer que esse ingrediente — onipresente na gastronomia local — &eacute; uma vingan&ccedil;a da M&atilde;e Terra em todo mal que fizemos a ela. Resumindo muito, vim em fun&ccedil;&atilde;o de paz e aberta a aprendizagens. N&atilde;o &eacute; a primeira vez e, infelizmente, n&atilde;o deve ser a &uacute;ltima que algu&eacute;m vai se ver no papel desconfort&aacute;vel de refrescar lembran&ccedil;as sobre isso aquele momento hist&oacute;rico em que europeu nenhum pediu licen&ccedil;a para se instalar em terras alheias. Inclusive, entrar nem sequer &eacute; um dificuldade extenso pelo motivo de, veja, assim como entrei aqui. Nada contra, acho muito bom.</p>

<p>&Eacute; uma resposta razo&aacute;vel, entretanto se voc&ecirc; perguntar hoje por que &eacute; em vista disso que ainda respeitamos as divis&otilde;es pol&iacute;ticas estabelecidas por aqueles doidos de 500 anos atr&aacute;s, eventualmente vai receber em troca o sil&ecirc;ncio, um insulto ou desist&ecirc;ncia da discuss&atilde;o. Testei e tem &ecirc;xito mesmo! N&atilde;o sou idiota de descobrir que vivo em um mundo livre, ningu&eacute;m vive. Se pudesse optar, diria que circular por todas as partes sem ser incomodado deveria ser uma op&ccedil;&atilde;o de qualquer pessoa com qualquer origem.</p>
<ul>
<li>Maior visibilidade pra seus produtos</li>
<li>Web site institucional</li>
<li>Introduza o nome do seu dom&iacute;nio (qualquer coisa do tipo www.seudom&iacute;nio.com) e clique em “Salvar”</li>
<li>Pouca qualidade de cursos e tutoriais online</li>
<li>N&atilde;o precisa contratar servi&ccedil;o de hospedagem</li>
<li>Fabrica&ccedil;&atilde;o da conta no YouTube</li>
</ul>

<p>N&atilde;o chegamos a este n&iacute;vel de civiliza&ccedil;&atilde;o, por&eacute;m se pudesse relembrar algo a todas as pessoas que est&atilde;o long&iacute;nquo de resid&ecirc;ncia nesta ocasi&atilde;o seria isto: voc&ecirc; est&aacute; a&iacute; j&aacute; que pode. Respondendo ao Pablo, falou que estar nesse lugar sem vexame, fazendo o que me parece primordial neste instante, tamb&eacute;m &eacute; uma forma de exercer cidadania. Ser brasileiro e querer de todo o conforto que a Europa poder&aacute; ofertar n&atilde;o &eacute; errado j&aacute; que, no fundo, conforto &eacute; o que toda pessoa s&atilde; deseja.</p>

<p>Neste instante ante nova dire&ccedil;&atilde;o, o “ubre” do governo vai secar. Sem demora, que Temer cedeu ao pleito dos artistas e restabeleceu o Minist&eacute;rio da Cultura, vamos olhar se este grupo procura o di&aacute;logo ou vai partir pra novas exig&ecirc;ncias, traduzidas nas facilidades que tinha nos governos do PT. Espera-se que entendam a permiss&atilde;o como um chamado ao di&aacute;logo, e n&atilde;o um sinal de fraqueza.</p>

<p>Saberemos, dessa maneira, a verdadeira natureza dos protestos. Os artistas desse pa&iacute;s est&atilde;o felizes! Depois de muito espernear, e em protesto tumultuar invadindo pr&eacute;dios culturais e at&eacute; ruas e avenidas pelo Na&ccedil;&atilde;o, levam o presidente interino Michel Temer a reverter atr&aacute;s e recriar o Minist&eacute;rio da Cultura, nomeando para a pasta Marcelo Calero. 170,cinco bilh&otilde;es. Errou o presidente interino Michel Temer ao responder a esse esperneio sem necessidade dos artistas.</p>

<p>Bem que pare&ccedil;a paradoxal, &eacute; lament&aacute;vel que Temer tenha se deixado chantagear pelos artistas ricos e populares, ainda que aceit&aacute;vel ter cedido &agrave; turma do “centr&atilde;o” do Congresso Nacional. O centr&atilde;o entregar&aacute; a mercadoria que prometeu, isto &eacute;, facilidades na aprova&ccedil;&atilde;o das reformas de que o Brasil tal necessita. Os artistas, que pretensamente realizam cultura, querem &eacute; continuar sugando o governo, sem contrapartida, bem que o fizessem no governo anterior. O que significa a volta do Minist&eacute;rio da Cultura? Que a cultura no Brasil vai aprimorar? Que museus, bibliotecas, arquivos p&uacute;blicos, institutos hist&oacute;ricos e geogr&aacute;ficos, s&iacute;tios hist&oacute;ricos e galerias de arte ter&atilde;o tua vez?</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License